Vinhas de Luz

Vinhas de Luz

segunda-feira, 11 de julho de 2011

"EVOLUÇÃO ESPIRITUAL"

No campo do saber, somos todos aprendizes, consciente de que ainda estamos muito longe do divino modelo, mas nem por isso vamos perder de vista a trajetória evolutiva.
No campo da evolução, o mais importante é saber que ainda somos pequenos diante da infinita bondade do Pai e que também falhamos num passado não muito distante. Exatamente pela consciência de que um dia também cometemos erros clamorosos é que devemos agir com compreensão e paciência com aqueles que ainda não superaram esse estágio.
 Por esta razão, não podemos nos deter nas lembranças improdutivas de nosso passado delituoso, porque o espírito se redime e se dignifica à medida que se eleva na prática do bem, no exercício do amor, do perdão às ofensas, esquecendo o mal praticado, o qual permanece sepultado no esquecimento, em algum escaninho da memória, e perde a importância a medida que o espírito  se eleva.
Todas as experiências, por mais perversas que tenha sido, servirão para nortear o espírito ao senso critico da compreensão diante de irmãos que ainda gravitam na prática do mal e da violência.
 Disse-nos com propriedade o Divino Mestre:”Aquele que dentro vós estiver sem pecado, que atire a primeira pedra”.
A lei da evolução é inexorável. Jamais cansaremos de repetir o ensinamento de Jesus que sempre nos alerta:” quem não evolui pelo amor, evoluirá pela dor”, ou seja, quando aprendemos a amar como Cristo nos ensinou, a perdoar, a nos entregar a prática do bem e da caridade, alcançaremos importantes degraus da escala evolutiva pela alternativa do amor.
Se por outro lado, nos entregarmos à indolência perniciosa, à preguiça, ao comodismo e à  rotina dos maus procedimentos, não nos libertaremos dos sentimentos inferiores, do sentimento de inveja, da avareza, da maledicência, do rancor, da magoa, do ódio e da brutalidade, restando apenas a outra alternativa de aprendizado:”a dor”.
Mensagem tirada do Livro: “O SÉTIMO SELO”.
Médium: “ANTONIO DEMARCHI”. Pelo Espírito:”IRMÃO VIRGILIO”.   

"EVOLUÇÃO ESPIRITUAL"

No campo do saber, somos todos aprendizes, consciente de que ainda estamos muito longe do divino modelo, mas nem por isso vamos perder de vista a trajetória evolutiva.
No campo da evolução, o mais importante é saber que ainda somos pequenos diante da infinita bondade do Pai e que também falhamos num passado não muito distante. Exatamente pela consciência de que um dia também cometemos erros clamorosos é que devemos agir com compreensão e paciência com aqueles que ainda não superaram esse estágio.
 Por esta razão, não podemos nos deter nas lembranças improdutivas de nosso passado delituoso, porque o espírito se redime e se dignifica à medida que se eleva na prática do bem, no exercício do amor, do perdão às ofensas, esquecendo o mal praticado, o qual permanece sepultado no esquecimento, em algum escaninho da memória, e perde a importância a medida que o espírito  se eleva.
Todas as experiências, por mais perversas que tenha sido, servirão para nortear o espírito ao senso critico da compreensão diante de irmãos que ainda gravitam na prática do mal e da violência.
 Disse-nos com propriedade o Divino Mestre:”Aquele que dentro vós estiver sem pecado, que atire a primeira pedra”.
A lei da evolução é inexorável. Jamais cansaremos de repetir o ensinamento de Jesus que sempre nos alerta:” quem não evolui pelo amor, evoluirá pela dor”, ou seja, quando aprendemos a amar como Cristo nos ensinou, a perdoar, a nos entregar a prática do bem e da caridade, alcançaremos importantes degraus da escala evolutiva pela alternativa do amor.
Se por outro lado, nos entregarmos à indolência perniciosa, à preguiça, ao comodismo e à  rotina dos maus procedimentos, não nos libertaremos dos sentimentos inferiores, do sentimento de inveja, da avareza, da maledicência, do rancor, da magoa, do ódio e da brutalidade, restando apenas a outra alternativa de aprendizado:”a dor”.
Mensagem tirada do Livro: “O SÉTIMO SELO”.
Médium: “ANTONIO DEMARCHI”. Pelo Espírito:”IRMÃO VIRGILIO”.