Vinhas de Luz

Vinhas de Luz

quinta-feira, 15 de março de 2012

"PORQUE O ESPIRITISMO?"

Algumas pessoas me pergunta  porque o espiritismo??? Logo eu que fui criado no seio de uma família católica.
Bem...porque só na Doutrina espírita encontrei respostas para várias perguntas que nunca ninguém me soube responder. Ou talvez as respostas que obtive não me conveceram.
Perguntam-me também se considero as respostas que obtive na Doutrina Espírita como absolutas.  Até que alguém me prove o contrário, sim, pois como disse Kardec: “O Espiritismo jamais será ultrapassado porque se novas descobertas lhe demonstrassem  estar em erro acerca de um ponto qualquer ele se modificaria nesse ponto.” Assim também se uma verdade nova se revelar, eu a aceitarei.
Só no Espiritismo entendi porque existem tantas desigualdades entre os seres humanos.  Porque existem paralíticos...cegos...porque existem pessoas que vivem 80, 100 anos e outros morrem em plena juventude. Porque uns nascem, vivem e morrem abaixo da linha da pobreza e outros nascem em berços de ouro, desfrutam de sua riqueza até a morte; e muitos destes nem acreditam em DEUS. Não seguem religião alguma!
O Espiritismo me mostrou um Deus justo, sábio e misericordioso.
Não um Deus Ditador, cruel e vingativo . Ou você me obedece...ou passará toda a eternidade queimando nas profundezas do inferno.
Um Deus Legislador não um Deus Juiz. O Legislador faz as Leis, o Juiz dá a ”sentença.”
Nós somos assim: “Ou você está do meu lado... ou está contra mim.” Se pudéssemos ser Deus pelo menos um dia; mandaríamos para o inferno todos os nossos inimigos.
O Espiritismo me mostrou que Deus não é assim. Se assim fosse...o Cristo pregado na cruz teria pedido ao Pai passar a fio de espada todos os seus algozes. Mas ao contrário, pediu ao Pai que os perdoasse.
É neste Deus que  eu acredito.  Um Deus justo, mas infinitamente bom e misericordioso. Um Deus capaz de nos perdoar não sete vezes mas setenta vezes sete como disse Jesus.
Um Deus tão misericordioso que nos deixa livres para plantarmos o que quisermos, mas tão justo que nos obriga a colher o que plantamos.
Um Deus que não é culpado de sermos pobres...aleijados...cegos. Pois nos deu o livre arbítrio. Temos o privilégio de  poder escolher  o que queremos ser mesmo antes de nascer para esta vida. Um Deus que não é culpado das calamidades que acontecem todos os dias; fruto da nossa desobediência às leis universais.
Somos responsáveis pelos nossos atos sim. Temos que prestar conta do que fizemos com o que nos foi dado.Mas não existe castigo eterno. O que é a vida diante da eterrnidade? Imaginar que   fomos criado para vivermos 60...80...100 anos e depois passar toda a eternidade apodrecendo nas profundezas do inferno seria zombar da inteligência de Deus.  O bom Pastor conhece  suas ovelhas...e  nenhuma das minhas ovelhas se perderão...disse o Mestre.    
Quando Deus nos criou ele sabia tudo que aconteceria conosco nas nossas várias encarnações. Sabia quem daria mais ou menos trabalho a ele. Sabia que muitos de nos seriamos repetentes na grande escola da vida. Mas fomos criados a sua imagem  e semelhança. Fomos criados para sermos bons, em toda plenitude; e este o nosso destino. Se não melhorarmos por amor...melhoraremos  pela Dor. Como o filho pródigo que precisou   viver entre porcos para dar valor no conforto que tinha antes; assim somos nós...uns escolhem caminhos mais curtos...os caminhos do amor ao próximo...da bondade...da misericórdia...estes com certeza, retornarão mais cedo para junto do Pai. Outros escolhem caminhos mais longos...os caminhos do ódio...do poder...da ganância...do orgulho...repetirão de anos algumas vezes na escola da vida;  demorarão um pouco mais...porém...todos...com certeza, retornaremos repletos de LUZ  à casa do PAI!!!. 


"PORQUE O ESPIRITISMO?"

Algumas pessoas me pergunta  porque o espiritismo??? Logo eu que fui criado no seio de uma família católica.
Bem...porque só na Doutrina espírita encontrei respostas para várias perguntas que nunca ninguém me soube responder. Ou talvez as respostas que obtive não me conveceram.
Perguntam-me também se considero as respostas que obtive na Doutrina Espírita como absolutas.  Até que alguém me prove o contrário, sim, pois como disse Kardec: “O Espiritismo jamais será ultrapassado porque se novas descobertas lhe demonstrassem  estar em erro acerca de um ponto qualquer ele se modificaria nesse ponto.” Assim também se uma verdade nova se revelar, eu a aceitarei.
Só no Espiritismo entendi porque existem tantas desigualdades entre os seres humanos.  Porque existem paralíticos...cegos...porque existem pessoas que vivem 80, 100 anos e outros morrem em plena juventude. Porque uns nascem, vivem e morrem abaixo da linha da pobreza e outros nascem em berços de ouro, desfrutam de sua riqueza até a morte; e muitos destes nem acreditam em DEUS. Não seguem religião alguma!
O Espiritismo me mostrou um Deus justo, sábio e misericordioso.
Não um Deus Ditador, cruel e vingativo . Ou você me obedece...ou passará toda a eternidade queimando nas profundezas do inferno.
Um Deus Legislador não um Deus Juiz. O Legislador faz as Leis, o Juiz dá a ”sentença.”
Nós somos assim: “Ou você está do meu lado... ou está contra mim.” Se pudéssemos ser Deus pelo menos um dia; mandaríamos para o inferno todos os nossos inimigos.
O Espiritismo me mostrou que Deus não é assim. Se assim fosse...o Cristo pregado na cruz teria pedido ao Pai passar a fio de espada todos os seus algozes. Mas ao contrário, pediu ao Pai que os perdoasse.
É neste Deus que  eu acredito.  Um Deus justo, mas infinitamente bom e misericordioso. Um Deus capaz de nos perdoar não sete vezes mas setenta vezes sete como disse Jesus.
Um Deus tão misericordioso que nos deixa livres para plantarmos o que quisermos, mas tão justo que nos obriga a colher o que plantamos.
Um Deus que não é culpado de sermos pobres...aleijados...cegos. Pois nos deu o livre arbítrio. Temos o privilégio de  poder escolher  o que queremos ser mesmo antes de nascer para esta vida. Um Deus que não é culpado das calamidades que acontecem todos os dias; fruto da nossa desobediência às leis universais.
Somos responsáveis pelos nossos atos sim. Temos que prestar conta do que fizemos com o que nos foi dado.Mas não existe castigo eterno. O que é a vida diante da eterrnidade? Imaginar que   fomos criado para vivermos 60...80...100 anos e depois passar toda a eternidade apodrecendo nas profundezas do inferno seria zombar da inteligência de Deus.  O bom Pastor conhece  suas ovelhas...e  nenhuma das minhas ovelhas se perderão...disse o Mestre.    
Quando Deus nos criou ele sabia tudo que aconteceria conosco nas nossas várias encarnações. Sabia quem daria mais ou menos trabalho a ele. Sabia que muitos de nos seriamos repetentes na grande escola da vida. Mas fomos criados a sua imagem  e semelhança. Fomos criados para sermos bons, em toda plenitude; e este o nosso destino. Se não melhorarmos por amor...melhoraremos  pela Dor. Como o filho pródigo que precisou   viver entre porcos para dar valor no conforto que tinha antes; assim somos nós...uns escolhem caminhos mais curtos...os caminhos do amor ao próximo...da bondade...da misericórdia...estes com certeza, retornarão mais cedo para junto do Pai. Outros escolhem caminhos mais longos...os caminhos do ódio...do poder...da ganância...do orgulho...repetirão de anos algumas vezes na escola da vida;  demorarão um pouco mais...porém...todos...com certeza, retornaremos repletos de LUZ  à casa do PAI!!!.