Vinhas de Luz

Vinhas de Luz

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

"O AMOR DIVINO"


Para Deus, todas as criaturas possui o seu valor inalienável, estejam mergulhados no lodo do crime ou assentados sobre o mais elevado trono das virtudes.
Todas as criaturas são oriundas da mesma fonte soberana e embebidas nas mesmas celestes vibrações, donde se pode entender que para o Amor Divino, todos os seres são dignos de sua proteção.
Haverá os mais imaturos e inexperientes, como os mais avançados  dedicados no aprendizados das Leis Universais. Todavia, para todos estão abertas as portas da compaixão e das oportunidades de aprender  novas lições, repetindo as que foram mal conduzidas, através da generosa concessão das muitas existências.
E ainda que as pessoas pensem que o regresso à vida material será um novo desafio que as conduzirá aos mesmos erros, isto é, apenas a visão limitada da ignorância que habita em cada um de nós, já que cada nova reencarnação apresentará nuances específicos  que possibilitarão aos espíritos  comprometidos aprimorarem-se em áreas de seu desenvolvimento espiritual, ainda que voltem a cometer erros semelhantes em outros setores de experiência.
Além do mais, não é apenas através do sofrimento que se abrem as portas do crescimento e da evolução espiritual.
Notadamente é através do Bem que se canalizam as possibilidades evolutivas. Uma nova jornada física possibilitará que novas condutas generosas sejam estabelecidas, novas fontes de sementes férteis sejam descerradas e, apesar dos erros, outras flores surjam no trajeto do espírito que renasce.
Não devemos nunca nos esquecer que, no pendão verde que sustenta a rosa perfumada, os espinhos aparecem antes do que a flor esbelta e linda.
No entanto, não há quem não se anime em enfrentar o desafio dos espinhos até colher a beleza inspiradora da rosa.       
ANDRÉ LUIZ RUIZ. Pelo Espírito:”Lúcios”
Da obra: “A FORÇA DA BONDADE”.

"O AMOR DIVINO"


Para Deus, todas as criaturas possui o seu valor inalienável, estejam mergulhados no lodo do crime ou assentados sobre o mais elevado trono das virtudes.
Todas as criaturas são oriundas da mesma fonte soberana e embebidas nas mesmas celestes vibrações, donde se pode entender que para o Amor Divino, todos os seres são dignos de sua proteção.
Haverá os mais imaturos e inexperientes, como os mais avançados  dedicados no aprendizados das Leis Universais. Todavia, para todos estão abertas as portas da compaixão e das oportunidades de aprender  novas lições, repetindo as que foram mal conduzidas, através da generosa concessão das muitas existências.
E ainda que as pessoas pensem que o regresso à vida material será um novo desafio que as conduzirá aos mesmos erros, isto é, apenas a visão limitada da ignorância que habita em cada um de nós, já que cada nova reencarnação apresentará nuances específicos  que possibilitarão aos espíritos  comprometidos aprimorarem-se em áreas de seu desenvolvimento espiritual, ainda que voltem a cometer erros semelhantes em outros setores de experiência.
Além do mais, não é apenas através do sofrimento que se abrem as portas do crescimento e da evolução espiritual.
Notadamente é através do Bem que se canalizam as possibilidades evolutivas. Uma nova jornada física possibilitará que novas condutas generosas sejam estabelecidas, novas fontes de sementes férteis sejam descerradas e, apesar dos erros, outras flores surjam no trajeto do espírito que renasce.
Não devemos nunca nos esquecer que, no pendão verde que sustenta a rosa perfumada, os espinhos aparecem antes do que a flor esbelta e linda.
No entanto, não há quem não se anime em enfrentar o desafio dos espinhos até colher a beleza inspiradora da rosa.       
ANDRÉ LUIZ RUIZ. Pelo Espírito:”Lúcios”
Da obra: “A FORÇA DA BONDADE”.