Seguidores

sexta-feira, 3 de abril de 2015

"RECEITA PARA SE CONHECER MELHOR."

Deixa por um momento a confusão mental que te acompanha e viaja nos acordes de uma música suave, um piano que hipnotiza, uma flauta que enternece, um violino cigano.
Verás que teu coração desacelera, tua mente procura resgatar algo indefinido, teus sentimentos adormecidos afloram como à procura de reviver momentos inesquecíveis, capturar a luz, prender entre os dedos a sensação mágica de liberdade que o Espírito sente.
Nesse êxtase, tuas lembranças convergem para onde teus sentidos as levam, guiadas por um perfume, um sorriso, uma lágrima, um beijo, um adeus.
Na tela da tua mente ressurgem cenários mágicos nos quais fostes realmente tu mesmo, sem máscaras, sem escudos, sem cálculos.
Descobre-te surpreso com a flor que trazes à mão, com a volta do sorriso que deixastes no passado, com a gentileza que desprendestes ao longo do tempo, com o brilho dos teus olhos, tão parecido com o de uma criança.
Recordas que teus passos eram leves, que não tinha tremores nas mãos, que percebias o perfume das manhãs, o aroma das tardes e as estrelas das noites.
Pode ser que de maneira inconsciente viajes por campos perfumados, enamorado pela vida, levado pela magia do que foste e do que gostarias de ter sido.
Pode ser que chores, cantes, recites versos daquele velho poema que jamais esquecestes.
Quem sabe tomes a mão de alguém imaginário, um ser que represente o teu ideal de amor e com ele dances a canção que te marcou sem te ferir.
Não seria exagero dizer que darias toda tua riqueza para eternizar tais momentos raros nos quais a felicidade está ali, mas acena com aquele ar de “até um dia”.
Na tua viagem compreendes que o mundo é bom, sentes a presença vigorosa de Deus, entendes, enfim a tua destinação.
Descobres o que Jesus disse ao anunciar que o reino de Deus está dentro de cada um, pois em tua viagem não saístes do lugar em que estavas. Apenas tivestes paciência e sabedoria para visitar o salão onde guardas teus maiores tesouros: teu coração.
Convidar-te-á o anjo que te levou, a repetir sempre a mesma experiência, pois tudo estará ali a tua espera no reino onde és senhor.
Somente quando a música cessar é que terás a sensação de que perdestes algo precioso. Sentirás saudade de ti mesmo, de como eras, de algo que há pouco te fazia meio homem, meio anjo.
Mesmo com esforço não conseguirás descrever o que sentistes, pois as palavras, ternura, afago, acolhimento, felicidade, são pobres diante da grandiosidade do que vivestes.
Se fores sábio construirás um barco a vela e tomarás a poesia como bússola para retornares ao reino de Deus que está em ti.
Se fores ingênuo, esperarás que o acaso reúna novamente aquele piano que hipnotiza, aquela flauta que enternece e aquele violino cigano, o que será difícil, pois eles procuram sempre aqueles que se ajudam a se conhecerem melhor e não àqueles que esperam que o acaso os descubram.

Luiz Gonzaga Pinheiro

"QUAL O TEOR DA SUA ENERGIA"?

A mediunidade faz parte da natureza. Todos somos médiuns, uns mais, outros menos desenvolvidos, e trocamos energias uns com os outros.
Com algumas pessoas você sente prazer enorme em conversar, com outras você antipatiza, quer vê-las pelas costas. Isso não é apenas um capricho seu, mas um reflexo das energias que elas irradiam e você capta.
Existem pessoas nutritivas e pessoas sugadoras. 
As nutritivas são:
Independentes. Cuidam de si, assumem suas próprias necessidades, evitam descrregar seus problemas nos outros, procuram ganhar seu próprio dinheiro.
Generosas. Dão os bens que não vão mais utilizar, cooperam com as obras de cunho social. Estão sempre se renovando.
Confiantes em si. Estudam as experiências alheias, mas na hora de decidir não perguntam aos outros o que fazer.
Otimistas. Em todos os acontecimentos olham os lados positivos. Nunca fazem drama de nada.
Respeitosas. Nunca invadem o espaço de ninguém. Aceitam os outros como são sem desejar muda-los. 
As sugadoras são:
Vítimas. Sofredoras. Quando lhes acontece uma coisa boa, ficam logo esperando uma coisa ruim. Culpam o governo, a sociedade, as pessoas por suas dificuldades.
Dependentes. Nunca fazem nada sozinhas. Acham tudo difícil. Sentem-se incapazes.
Indecisas. Não têm opinião própria. Só fazem o que os outros dizem.
Depressivas. Jamais falam do que já têm, só do que ainda lhes falta. Estão sempre querendo atenção especial das pessoas e revoltam-se quando não são atendidas.
Inseguras. Apegam-se a tudo e a todos. Têm medo das mudanças, do novo e do futuro. São ansiosas e dramáticas. Vêem o lado pessimista dos fatos. 
Quando você capta energia de pessoa nutritiva, sente-se muito bem. Mas se de repente sente o corpo pesado, boceja, fica deprimida, triste, com dor de cabeça ou enjôo, provavelmente absorveu as energias de uma pessoa sugadora.
 Nesse caso, vá para um lugar sossegado e faça o seguinte exercício:
Feche os olhos e pergunte mentalmente de onde vêm essas energias. O rosto da pessoa aparecerá em sua memória. Então, imagine que você está dentro de sua pele e diga com firmeza:
- Eu não quero nada de você... O que é seu é seu. O que é meu é meu. Fico com minha energia. O resto vai sair agora, não quero isso para mim.
Sentirá imediatamente grande alívio. Contudo, se você se sente rejeitada pelas pessoas, está na hora de observar quais as energias que você irradia. Elas são responsáveis por tudo que você atrai em sua vida.
Pense nisso.
Zíbia Gasparetto