Seguidores

sábado, 6 de maio de 2017

“OS HABITANTES “EXTRATERRESTRES” DE MARTE E SATURNO SÃO MAIS ADIANTADOS QUE OS TERRÁQUEOS. ” VISÃO ESPÍRITA. ”

Buscando argumentos racionais que justifiquem a doutrina da pluralidade dos mundos habitados não se pode olvidar a vastidão do universo, com os seus incontáveis planetas, sistemas solares, galáxias etc. Com o avanço da astronomia e da astrofísica evidencia-se um universo infinito, e afirmar que só a Terra teria o "privilégio" de possuir uma humanidade seria condenar essa humanidade a ser exceção dentro das leis naturais ou divinas.
Do ensino dado pelos espíritos resulta que muito diferentes umas das outras são as condições dos mundos, quanto ao grau de adiantamento ou de inferioridade dos seus habitantes. Entre eles há os que são inferiores à Terra, física e moralmente; outros, da mesma categoria que o nosso; e outros que lhe são mais ou menos superiores em todos os aspectos. Nos mundos inferiores, a existência é toda material, reinam soberanas as paixões, sendo quase nula a vida moral. À medida que esta se desenvolve, diminui a influência da matéria, de tal maneira que, nos mundos mais adiantados, a vida é, por assim dizer, toda espiritual.
HÁ 50 ANOS O HOMEM TENTA CAPTAR SINAIS
Bem, mas o homem procura ter uma confirmação da vida em outros planetas. Sobre o assunto o jornal O GLOBO, de 13 de março de 2010, publicou no caderno Ciências matéria assinada pela jornalista Roberta Jansen, O Silêncio dos ETs , fazendo um balanço de 50 anos da tentativa de astrônomos e outros cientistas provarem a existência de extraterrestres. Ela começa citando o astrônomo Frank Drake que, em 8 de abril de 1950, apontou uma antena para uma estrela próxima com o objetivo de captar Sinais. Mas tudo o que ouviu, segundo ele, foi o silêncio.
Porém, a astrônoma Duília de Melo, do Goddard Space Flight Center, da NASA, especialista no Telescópio Hubble, sustenta que “o fato de nunca termos achado vida, não quer dizer que ela não exista”. 
JÁ NOS IDOS DE 1939 SINAIS FORAM CAPTADOS
Embora a jornalista diga que a pesquisa de vida inteligente fora da Terra teve inicio a partir de 1950, citando o astrônomo Frank Drake, ela ignorou as experiências realizadas pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia, conforme a seguinte informação do Espírito Humberto de Campos, nos seus relatos a respeito de Marte, no livro Novas Mensagens, publicado em 1939:
“Todos os grandes centros deste planeta (Marte), esclareceu o nosso amigo e mentor espiritual, sentem-se incomodados pelas influências nocivas da Terra, o único orbe de aura infeliz, nas suas vizinhanças mais próximas, e, desde muitos anos enviam mensagens, ao globo terráqueo, através das ondas luminosas, as quais se confundem com os raios cósmicos cuja presença, no mundo, é registrada pela generalidade dos aparelhos radiofônicos.
Ainda há pouco tempo, o Instituto de Tecnologia da Califórnia inaugurou um vasto período de experiências, para averiguar a procedência dessas mensagens misteriosas para o homem da Terra, anotadas com mais violência pelos balões estratosféricos, conforme as demonstrações obtidas pelo Dr. Robert Millikan, nas suas experiências científicas”. 
Ora, se a mensagem recebida do Espírito Humberto de Campos por Chico Xavier se deu no dia 25 de julho de 1939, e se o mentor espiritual utiliza a expressão “ainda há pouco tempo”, isto é, antes dessa data, logo podemos concluir que a ciência terrena se preocupa com esse assunto há mais de 65 anos, e não 50, como afirma a jornalista Roberta Jansen.
  A propósito, o Dr. Roberto Millikan, citado na mensagem, foi um Cientista americano famoso dos anos vinte, e o segundo americano a receber o Prêmio Nobel em física em 1923 pelo seu estudo sobre a carga eletrônica elementar e o efeito fotoelétrico. Ele não só foi um grande cientista, mas o seu lado religioso e a sua natureza filosófica eram evidentes tanto nas conferências dele na reconciliação de ciência e religião, quanto nos quatro livros publicados.
Millikan via no Universo e nos eventos humanos a manifestação de uma inteligência superior. Afirmava que o único fundamento válido para o conhecimento racional consistia na combinação do espírito do físico com o do religioso.
REVELAÇÕES MEDIÚNICAS
De fato a astrônoma Duília de Melo tem razão, pois as revelações feitas pelo Espírito Maria João de Deus, através do médium Francisco Cândido Xavier, no livro Cartas de Uma Morta , lançado em 1935, ao descrever uma excursão ao planeta Marte, fala da existência de seres humanos, como poderemos constatar nos seguintes trechos do seu relato:
“Vi-me à frente de um lago maravilhoso, junto de uma cidade, formada de edificações profundamente análogas às da Terra. (...) Vi homens mais ou menos semelhantes aos nossos irmãos terrícolas, mas os seus organismos possuíam diferenças apreciáveis. Além dos braços, tinham ao longo das espáduas ligeiras protuberâncias à guisa de asas, que lhes prodigalizavam interessantes faculdades volitivas. (...) O ar é muitíssimo mais leve: conhecem os enigmas profundos da eletricidade, que usam com maestria; as edificações são análogas às da Terra; a vida em Marte é mais aérea – poderosas máquinas; embora existam oceanos, há pouca água; sistemas de canalização; poucas montanhas.
Assegurou-me, ainda, o desvelado mentor espiritual, que a humanidade de Marte evoluiu mais rapidamente que a Terra e que desde os pródromos da formação dos seus núcleos sociais, nunca precisou destruir para viver, longe das concepções dos homens terrenos cuja vida não prossegue sem a morte e cujos estômagos estão sempre cheios de vísceras e de virtualhas de outros seres da criação”.
INFORMAÇÕES DO ESPÍRITO HUMBERTO DE CAMPOS
SOBRE MARTE
Além dessa revelação de Maria João de Deus, o Espírito Humberto de Campos, também realizando uma excursão ao planeta Marte, observou que as formas de vida nele existentes são bem superiores às da Terra. A Sociedade Marciana está moral e cientificamente alguns séculos mais adiantada que a do nosso planeta, porque lá não existem guerras nem conflitos. Observa-se, através desse relato, a perfeita concordância com os comentários do Espírito Maria João de Deus, inclusive sobre a superioridade dos habitantes de Marte.
Os relatos do Espírito Humberto de Campos, por intermédio do médium Chico Xavier, estão no livro Novas Mensagens , editado pela Federação Espírita Brasileira em 1939. Nele, Humberto também revela a existência de água em Marte. Vale lembrar que somente em 2004, ou seja, 65 anos após a publicação dessa obra, a NASA apresentou as primeiras provas químicas e geológicas diretas da existência de água no passado de Marte, obtidas pelo robô Opportunity .
Posteriormente, em 2007, os cientistas da NASA descobriram a existência de enormes depósitos de gelo no polo sul de Marte, detectados pela sonda espacial Mars Express . No caso de tais depósitos se derreterem, eles podem se transformar numa reserva apreciável de água para Marte. E, em 31 de julho de 2008, a Sonda Phoenix, que explora o solo de Marte, confirmou a existência de água no planeta.
A descoberta ocorreu depois que a Phoenix colocou amostras do solo em um instrumento que identifica os gases produzidos por substâncias. Para os técnicos, é a primeira vez que a existência de água é provada quimicamente. O cientista William Boynton, da Universidade do Arizona, declarou que eles já tinham evidências de gelo em observações da sonda Mars Express, mas essa é a primeira vez que a água em Marte é tocada e provada.
OS CANAIS DE MARTE
Em determinado trecho da matéria O silêncio dos Ets , da jornalista Roberta Jansen, existe o seguinte comentário a respeito da existência de canais em Marte:
“A ideia da existência de ETs inteligentes começou a ganhar força e a povoar o imaginário da população em geral e de escritores de ficção científica em particular a partir de observações feitas pelo astrônomo Giovanni Schiaparelli, em 1877, de um telescópio recém-construído. Schiaparelli notou que a superfície do planeta vermelho era marcada por linhas e sulcos intrincados, que chamou de canais. Ainda no século XIX, o astrônomo americano Percival Lowell retomou a ideia dos canais marcianos — ele chegou a criar um centro para estudá-los, popularizando-a. Tais canais, sustentava Lowell, só poderiam ter sido construídos por uma inteligência superior. A coisa chegou a tal ponto que ele chegou a localizar a região onde seria a capital de Marte, numa confluência de canais”.
A respeito da existência de canais condutores de água, vejamos o que diz Humberto de Campos, na mensagem sobre Marte, psicografada por Chico Xavier:
“Marte tem cidades fantásticas pela sua beleza inaudita: avenidas extensas e amplas, sendo as construções análogas às da Terra; a vegetação, de tonalidade vermelha, é muito mais exuberante do que a terrena; Marte é “um irmão mais velho e mais experimentado na vida; seus habitantes sempre oram ao Senhor do Universo, em benefício da humanidade terrena”; habitantes têm arcabouço físico algo diferente do terrestre; alimentação: através das forças atmosféricas.
O espírito Humberto de Campos viu também máquinas aéreas possantes que se balouçavam no pé das nuvens; muitas dessas nuvens são produzidas artificialmente, para atender reinos mais fracos da natureza. Na atmosfera ao longe, vagavam nuvens imensas, levemente azuladas, que nos reclamara a atenção, explicando-nos o mentor da caravana fraterna que se tratava de espessas aglomerações de vapor d’água, criadas por máquinas poderosas da ciência marciana, a fim de que sejam supridas as deficiências do líquido nas regiões mais pobres e afastadas do largo sistema de canais, que ali coloca os grandes oceanos polares em contínua comunicação, uns com os outros”.
Ora, se lá existe água, e sabendo que ela é o elemento primordial para que haja vida como a nossa aqui na Terra, é lógico admitir-se, sem medo de errar, a existência de seres inteligentes habitando o planeta Marte, naturalmente em outra dimensão física.
SOBRE MARTE, SATURNO E JÚPITER
No livro Crônicas de Além Túmulo , o Espírito Humberto de Campos, através da psicografia de Chico Xavier, no capítulo 24, intitulado A Paz e a Verdade , ao reportar uma reunião nos planos espirituais, ante a possibilidade da deflagração de uma guerra entre nações na Terra, relata o seguinte:
“Os grandes Espíritos, que sob a tutela amorosa de Jesus dirigem os destinos da Humanidade, reuniram-se há pouco tempo, nos planos da erraticidade, para discutirem o método de se estabelecer o Gênio da Paz na face da Terra.
A essa assembleia de sábios das coisas espirituais e divinas, compareceram anciãos da sociedade de Marte, estudiosos de Saturno, cientistas e apóstolos de Júpiter e outros representantes da vida do nosso sistema solar”.
ESPÍRITO ABEL GOMES EM FALANDO A TERRA
No capítulo Notícias , do livro Falando a Terra , psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier e editado pela Federação Espírita Brasileira em 1951, o Espírito Abel Gomes, comentando as atividades dos trabalhadores dos planos mais altos, nos transmite a seguinte informação:
“Dessas congregações de gênios da bondade e do trabalho, da harmonia e da inteligência partem, para outros mundos, missões de estudiosos que se interessam pela nossa esfera.
Júpiter, Saturno, Marte e outros gigantes de aperfeiçoamento em nossa organização planetária são visitados constantemente por esses vanguardeiros da luz e do amor, para a permuta de valores necessários ao nosso engrandecimento; em muitos casos, descem esses missionários à experiência carnal em que desempenham altos misteres na política, na administração, na ciência e na fé religiosa, legando às criaturas sulcos de luz inapagável, nos exemplos e experiências que transmitem às gerações mais novas”.
EMMANUEL FALA DE MARTE E SATURNO
Consta no prefácio do livro Emmanuel , cujo autor espiritual é o próprio Emmanuel, psicografado pelo médium Chico Xavier, editado pela FEB em 1938, o seguinte comentário:
“(...) assim como Marte ou Saturno já atingiram um estado mais avançado em conhecimentos, melhorando as condições de suas coletividades, o vosso orbe (a Terra) tem, igualmente, o dever de melhorar-se, avançando, pelo aperfeiçoamento das suas leis, para um estágio superior, no quadro universal”.
HABITANTES DE SATURNO PELA MÃE DE CHICO
No livro Cartas de uma morta, o espírito Maria João de Deus, mãe de Francisco Candido Xavier, psicografado pelo próprio Chico, editado em 1935, encontramos dois capítulos referentes a Saturno e a Marte. Quanto a Marte, já citamos anteriormente, mas quanto aos Saturninos, diz ela:
“Os Saturninos são incontestavelmente superiores aos terrestres; não há vícios, nem guerras; utilizam a eletricidade na sua plena possibilidade; têm habitações de estilo gracioso; a autora espiritual viu seres estranhos, extraordinariamente feios, evolucionado-se nos ares, em “gracis movimentos”; os habitantes se dedicam mais à espiritualidade; as moléstias incuráveis lhes são desconhecidas; a vegetação: é diferente de terrena, pois é azulada; os mares são rosados”.
E para concluir o tema em torno da pluralidade dos mundos habitados, trago o comentário de Allan Kardec à questão nº 55 de O Livro dos Espíritos:
"Deus povoou de seres vivos os mundos, concorrendo todos esses seres para o objetivo final da Providência. Acreditar que só os haja no planeta que habitamos seria duvidar da sabedoria de Deus, que não fez coisa inútil. Certo, a esses mundos há-de ele ter dado um destino mais sério do que o de nos recrearem a vista. Aliás, nada há, nem na posição, nem no volume, nem na constituição física da Terra, que possa induzir à suposição de que ela goze o privilégio de ser habitada, com exclusão de tantos milhares de milhões de mundos semelhantes”.
E por último, o ensino de Jesus: "Não se turbe o vosso coração. Crede em Deus, crede também em mim. Há muitas moradas na casa de meu Pai; se assim não fosse já vo-lo teria dito, pois me vou para vos preparar o lugar." (S. João, cap. XIV, v. 1).
Fonte
Mais um post by: EXTRATERRESTRE ONLINE